Blog

Liderança é uma maratona, não uma corrida de 100 metros. Nossos conteúdos do blog irão auxiliar você a alcançar a linha de chegada.

A base sólida para todo o líder

Todo o líder precisa ter uma base sólida na sua liderança. E essa base é construída pelo caráter. 

O general americano Norman Schwarzkopf resumiu da seguinte forma:

“A liderança é uma poderosa combinação de estratégia e caráter. Mas se tiver que abrir mão de um, que seja da estratégia.”

A sustentação da liderança é o caráter. É ele que mantém a humildade, a perspectiva e os valores no lugar certo. A falta dele pode fazer com que se ultrapasse certos limites na busca de resultados e realização.

E somente pessoas com caráter conseguem êxito permanente. 

John Maxwell disse: “Muitos obtêm sucesso momentâneo pelo que sabem; alguns obtêm sucesso temporário pelo que fazem; mas poucos obtêm sucesso permanente pelo que são.” Isso é caráter. 

O que precisamos buscar nas nossas vidas é um sucesso permanente. Precisamos viver uma vida constante, onde as pessoas possam confiar em nossos projetos, em nossas ações e nossas palavras. 

Somente com a construção de um caráter sólido você será capaz de fazer grandes coisas que permaneçam. Mas mais do que isso, somente o caráter o protege de tomar atalhos que podem prejudicar você e as pessoas à sua volta. 

Deixa eu te dar um exemplo claro disso:

Lance Armstrong nasceu na pequena cidade de Plano nos Estados do Texas, aqui nos Estados Unidos. 

Foi criado somente por sua mãe, que trabalhava em dois empregos para manter a família. Encontrou no esporte sua válvula de escape. Começou na natação, mas foi no triatlo que ganhou sua primeira competição. 

Aos 13 anos foi campeão de um importante campeonato chamado “Iron Kids Triathlon”. E este foi somente o começo de suas conquistas. 

Aos 21 anos fez história vencendo o Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada, sendo um dos mais jovens competidores. O mundo do ciclismo viu um novo talento aparecer e todos os prognósticos eram favoráveis a Lance. 

Mas sua carreira foi interrompida por problemas de saúde. Aos 25 anos, descobriu que estava com câncer nos testículos. Outros tumores também foram descobertos no pulmão e no cérebro. Com a doença em estágio avançado, Lance recebeu a notícia de que suas chances de sobrevivência eram de apenas 40%. Contra todas as probabilidades, ele venceu a doença. No ano seguinte criou a “Fundação Lance Armstrong” para o combate ao câncer, que chegou a arrecadar mais de $500 milhões de dólares. 

Em 1998 voltou a competir, e em 1999, ganhou seu primeiro Tour de France (Volta da França), uma das mais tradicionais e difíceis provas do ciclismo, competição na qual manteve a hegemonia e venceu por sete vezes consecutivas, um recorde absoluto. 

Também ganhou medalha de bronze nos jogos olímpicos de Sydney, Austrália. Ele escreveu vários livros sobre sua história, que venderam milhares de exemplares, participou de filmes, grandes eventos e era presença constante nos programas de televisão mais renomados do mundo. 

A história do homem que superou o câncer e se tornou um dos maiores atletas de todos os tempos, encantava e emocionava a todos. 

Uma carreira brilhante, com patrocinadores generosos e muito reconhecimento. Mas a falha de caráter permitiu que Lance tomasse um atalho e isso fez sua carreira desmoronar.

Em 2005, Lance foi acusado pela primeira vez de doping, o que ele negou veementemente. A maioria da imprensa e das pessoas não chegou a considerar isso algo relevante. Muitas diziam ser uma perseguição, e de certa forma uma inveja, pela carreira vitoriosa construída por ele. Nesse ano ele anunciou sua aposentadoria das pistas. 

Mas em 2009, Lance resolve voltar ao esporte e foi quando mais denúncias começaram a surgir, desta vez feitas, inclusive, por colegas de equipe. 

Em 2012, a agência antidoping americana o acusou formalmente por consumo de substâncias ilícitas. Em todas as defesas e entrevistas, Lance afirmou categoricamente ser inocente, vítima de um complô. Mas os relatos e provas apresentados pelos colegas de equipe revelaram o maior esquema de doping da história do esporte.

A operação incluía, inclusive, a transfusão de sangue entre os atletas para escapar dos testes anti-doping. Lance coordenava tudo e fazia ameaças aos membros que fizessem menção de contar a farsa para alguém. 

Depois de anos negando, Lance decidiu, em 2013, conceder uma entrevista a Oprah Winfrey. No programa, ele reconheceu o uso de substâncias proibidas desde o ano de 1995.

Armstrong foi banido do esporte para sempre e perdeu todos os títulos que ganhou desde 1995, incluindo as sete voltas da França e sua medalha olímpica. Foi proibido também de participar de qualquer competição esportiva que adotasse o Código Mundial Antidoping, o que inclui diversas provas de triatlo e corrida. 

Foi obrigado a deixar a presidência da sua organização de luta contra o câncer e perdeu todos os seus patrocínios. Uma universidade americana havia concedido diploma de honra a Lance, o que também foi invalidado. 

No final de 2012, a revista Sports Illustrated, maior publicação americana de esportes, divulgou uma lista dos atletas mais anti-desportivos do ano. O ciclista ficou na primeira posição. Dez anos antes, a revista o havia premiado com o troféu Fair Play (jogo limpo). 

Estima-se que os prejuízos de Lance por causa do doping ultrapassem os 135 milhões de dólares. Armstrong foi considerado por muitos como a maior fraude do esporte de todos os tempos. 

A história comprova que toda falta de caráter é revelada, mais cedo ou mais tarde. O caso de Lance Armstrong é uma prova disso. Sempre que faltar integridade, saiba que problemas virão pela frente. Você será descoberto. Além disso, a falta de caráter desperdiça talento e joga fora carreiras e projetos fantásticos. 

Por esse motivo precisamos estar atentos ao nosso caráter. Um caráter sólido lhe dará segurança para enfrentar os tempos difíceis e projetos desafiadores. E para a construção dessa característica precisamos ser íntegros. 

A melhor definição de integridade que já ouvi é: “aquilo que você escolhe fazer, mesmo quando ninguém está vendo.” É nos momentos em que não precisamos mostrar nada para ninguém que nosso caráter é construído, é nas decisões tomadas nesses momentos que o forjamos. 

Como disse Oscar Wilde, “os pequenos atos de cada dia fazem ou desfazem o caráter”. Comprometa-se a ser íntegro com você e com as pessoas à sua volta. 

Para manter a perspectiva correta em relação ao caráter, tome emprestado o conselho do empresário Josh Weston: “Eu sempre tento viver com a seguinte regra simples: 'não faça o que você não gostaria de ler nos jornais no dia seguinte.” 

Esse é um exemplo padrão para manter. 

Se você quer ser um bom líder, fortaleça seu caráter. Cumpra com sua palavra, seja honesto nas suas ações e fiel com seus valores. 

Lembre-se do que Demócrito disse sobre o tema: 

“O caráter de um homem faz o seu destino.”

NEWSLETTER LIDERANÇA NA PRÁTICA

Receba Dicas Para Melhorar Sua Liderança 

Liderança é uma maratona, não uma corrida de 100 metros. Vamos guiá-lo até a linha de chegada com conselhos semanais.

Você está seguro. Eu nunca vou enviar spam para você ou vender suas informações de contato.